Drama, Jogo

Life is Strange

Plot summary:
Life is Strange é um jogo desenvolvido pelo estúdio francês Dontnod Entertainment e publicado pela Square Enix. Este jogo consiste em cinco episódios lançados periodicamente entre janeiro e ourtubro de 2015.
O jogo passa-se na cidade de Arcadia Bay, Oregon, durante a semana de 7 de Outubro de 2013. A história é contada na perpetiva de Maxine Caulfield, uma estudante que descobre possuir a habilidade de viajar no tempo, fazendo com que cada escolha sua crie um efeito borboleta.

Review:
Hoje trago-vos uma review muito diferente, uma review de um jogo. Aviso, desde já, que não sou uma gamer, mas como gostei desta experiência, vou partilhar aqui a minha opinião pessoal.

O que nos chama logo a atenção neste jogo é o seu aspeto visual, tudo muito bonitinho e o jogo de cores dá-lhe um estilo vintage. Apesar de ser um jogo, é muito focado em contar uma história, faz lembrar algumas séries ao estilo de 13 reasons why. Gostei muito da banda sonora, enquadra-se bem na história e podemos encontrar musicas como a Something Good dos Alt-J.

Este é um jogo de tomada de decisões e de quebra-cabeças onde acompanhamos a vida da personagem Max. Esta é a personagem com quem temos o poder de decisão e assim influenciar o desenrolar da história. Gostava, no entanto, de ter ainda mais oportunidades de decidir o que a Max faz/diz. Por vezes, as conversas são muito longas e somos apenas observadores sem grande influência sobre a ação.

As personagens foram bem escolhidas e bem caracterizadas. A protagonista é uma rapariga muito simples e que gosta de ajudar toda a gente. Desde o início sentimos uma grande empatia por esta personagem. Max tem uma habilidade especial que se revela logo no inicio do jogo e define toda a dinâmica deste. A habilidade é recuar no tempo, não para um passado muito longínquo, apenas para momentos próximos do presente.

Depois temos a melhor amiga de Max, a Chloe. Apesar de esta ser uma personagem bem construida e que está presente em toda a história, foi uma personagem que não simpatizei. Não gostei da forma como ela tratava a Max e da sua forma de estar.

Como diz no resumo, este jogo passa-se durante uma semana, em outubro de 2013. Achei que a noção de passagem de tempo se torna um pouco confusa. Quando estamos próximos do final temos mesmo a sensação que aquilo se passou num longo espaço de tempo.

Foi no geral um jogo que gostei, a ideia de viajar no tempo é sempre cativante. É importante frisar que este é um jogo de tomada de decisões e cada decisão altera a história e a experiência de cada jogador.

Comments

comments