Clássicos, Ficção, Ficção científica, Golding, Review

O Deus das Moscas de William Golding

Plot summary:
Publicado originalmente em 1954, O Deus das Moscas é um dos mais perturbadores e aclamados romances da atualidade.
Um avião despenha-se numa ilha deserta, e os únicos sobreviventes são um grupo de rapazes. Inicialmente, desfrutando da liberdade total e festejando a ausência de adultos, unem forças, cooperando na procura de alimentos, na construção de abrigos e na manutenção de sinais de fogo. Porém, à medida que o frágil sentido de ordem dos jovens começa a fraquejar, também os seus medos começam a tomar sinistras e primitivas formas. De repente, o mundo dos jogos, dos trabalhos de casa e dos livros de aventuras perde-se no tempo. Agora, os rapazes confrontam-se com uma realidade muito mais urgente – a sobrevivência – e com o aparecimento de um ser terrível que lhes assombra os sonhos.

Review:
Bem, toda a gente com quem falei durante a Feira do Livro de Aveiro dizia que este livro era muito bom, por isso, tinha grandes expetativas quando o comecei a ler. Mas tenho de confessar que esperava mais, esperava mais devido a todos os elogios que ouvi.

Eu gostei do livro, mas acho que teria gostado mais se não tivesse ouvido todas as opiniões sobre ele. A leitura foi bastante acessível e fluída e estão sempre coisas a acontecer, li este livro num dia basicamente.

Vamos acompanhando a luta pela sobrevivência de um grupo de crianças numa ilha deserta. A parte mais interessante e que realmente deixa toda a gente a pensar são as atitudes das crianças. Será que as crianças demonstraram aquilo que realmente eram ou será que se deixaram levar pelo stress do momento.

Depois de acabar de ler senti que demonstraram o que realmente são e também mostraram o que podemos encontrar na sociedade atualmente. Digo isto em relação às pessoas e líderes da nossa sociedade que acabam sempre por ser levados por um egoísmo que resulta, inevitavelmente, numa grande confusão e revolta.

Apesar de ser um livro antigo, acaba por se tornar num livro muito atual!

3,5 estrelas, só porque esperava mais daquilo que li!

Comments

comments