Clássicos, Dostoiévski, Ficção, Literatura, Review

Coração Débil de Fiódor Dostoiévski

Plot summary:
Em Coração Débil (1848), uma das primeiras obras do autor, acompanhamos a tragédia de Vássia Chumkov, um jovem apaixonado mas de temperamento fraco, a quem a felicidade parece transtornar. Amado por todos os que o rodeiam, Vássia desenvolve sentimentos de culpa por recear não correponder às expectativas, deixando-se afundar progressivamente numa inquietação e numa tristeza incompreensíveis. Intenso e comovente, este livro revela bem o estilo febril do romancista russo.

Review:
Quando comecei este livro estava com um pouco de receio por ser um dos primeiros livros escrito por Dostoiévski. Tinha receio de me desiludir, mas isso não aconteceu. Esta foi uma leitura acessível, mas carregada de emoção a cada página que viramos.

O que mais gostei neste livro é o facto de este ser muito emocionalmente intenso. Nesta história acompanhamos a vida e sentimentos de Vássia Chumkov que, no início, se mostra bastante feliz. À medida que vamos avançando na leitura reparamos que a felicidade de Vássia não lhe faz bem, não se acha merecedor de tal felicidade.

É incrível a forma como este autor descreve e desenvolve as personagens ao mais profundo detalhe. Este pega em pequenos pormenores para demonstrar as inquietudes e sentimentos de cada uma delas. O foco dos seus livros é, sem dúvida, o interior das personagens. É este o facto que mais me motiva a ler Dostoiévski, sentimos sempre um turbilhão de emoções, alegria, tristeza, inquietação… tudo num mesmo livro.

Este livro é uma pequena história sobre o medo de falhar, sobre o medo de não ser suficiente. Conseguimos perceber exatamente a linha que separa o momento em que a Vássia tem tudo e o momento em que este não tem nada.

5 estrelas por ser uma leitura acessível e pelo tema retratado. O tema é a felicidade, mas Dostoiévski pega neste conceito e transforma-o ao ponto de no final tudo acabar por se tornar numa grande infelicidade. Este autor era muito inconformado com os padrões estabelecidos pela sociedade, por isso, encontramos na sua escrita personagens atormentadas guiadas por sentimentos que muitas vezes são irracionais.

Recomendo vivamente!

Comments

comments