Crime, Ficção, May, Mistério, Review, thriller

Em Fuga de Peter May

Plot Summary:
Em 1965, cinco amigos, todos adolescentes, cansados da rotina e temerosos de uma vida previsível, fogem de Glasgow com destino a Londres e o sonho de serem estrelas e de transformar a sua banda de música num sucesso. No entanto, antes do final do primeiro ano, três deles regressam à sua cidade natal na Escócia – e voltam diferentes, danificados, sem que ninguém perceba a razão para tal. Cinquenta anos mais tarde, em 2015, um brutal homicídio na capital inglesa obriga esses três homens, agora com quase 70 anos, a regressar a Londres e a confrontar, por fim, a mancha escura do seu passado da qual tentaram fugir durante toda a vida.

Review:
Nesta história encontramos duas narrativas, uma narrativa de 1965 e outra de 2015. No entanto, têm algo em comum: os seus participantes, a fuga e a não aprovação da família.

O que mais me impressionou na leitura deste livro foi o fator mistério. Este é mantido desde o início até ao fim do livro, a cada página que viramos estamos sempre na expetativa do que vem a seguir. Vamos sempre ganhando mais curiosidade, pois percebemos que os detalhes da fuga destes cinco amigos estão escondidos há 50 anos.

O que tornou este livro mais interessante foram as sensações. Vamos sentindo uma adrenalina provocada pelos acontecimentos, mas também sentimos uma grande nostalgia na leitura deste livro. A nostalgia está aqui focada nos arrependimentos do que podiam ter feito e na forma como estes passaram as suas vidas até ao presente. Há sempre a grande questão: e se tivéssemos seguido outro caminho?

Em relação às personagens, o autor conseguiu transmitir verdadeiramente as emoções de cada uma delas. Este fator faz com que sintamos alguma proximidade com o grupo de amigos e, por isso, no final deste livro até me vieram as lágrimas aos olhos.

Esta foi uma leitura muito interessante, foi a primeira vez que li um livro deste autor e de certeza que não vai ser a última.

Dei as 4 estrelas! Este livro faz parte do meu género de leitura, aprecio sempre um bom thriller. E adorei a forma como este autor vai alternando pelas narrativas de 1965 e de 2015 provocando, assim, a curiosidade do leitor através do suspense.

Publicado por Helena como autora no blog MaggieBooks.

Comments

comments