Christie, Crime, Ficção, Mistério, Review

6 motivos para ler Agatha Christie

Na abordagem a Agatha Christie sou um pouco suspeita, tendo em conta que esta é a minha autora favorita do mundo do crime. Decidi partilhar convosco os motivos porque esta deve fazer parte das vossas estantes.

1. Ela é considerada a Rainha do Crime ou Duquesa da Morte;

2. Vida:

  • nasceu Agatha May Clarissa Miller em 1890, Torquay, Grã-Bretanha.
  • I Guerra Mundial: serviço voluntário num hospital, primeiro como enfermeira e depois como funcionária de farmácia. Esta experiência foi muito importante, porque lhe deu o conhecimento dos venenos que fazem parte dos seus livros.
  • Autora de tantas obras, viu-se reconhecida em 1956, ano em que foi distinguida com o título Commander of the British Empire. E, em 1971, a rainha Isabel II consagrou-a com o título de Dame of the British Empire.
  • Esta morreu em 1976 e, em 2000, foi eleita a melhor escritora de livros policiais do século XX; os seus livros que incluem o Hercule Poirot foram considerados a melhor série policial do mesmo século.

3. Escrita: é possuidora de uma escrita leve, o que faz com a nossa leitura seja bastante fluída. Este fator é bastante importante, faz com que ao acabarmos de ler um livro dela, sintamos logo o desejo de ler o próximo. A partir do momento que se conhece a sua escrita, não se quer outra coisa!

4. O Inesperado:  a autora dá sempre uma volta à história de maneira a que nos torna impossível descobrir quem é o assassino/culpado. Quando alcançamos o final de um livro ficamos sempre a pensar “como é que é possível?”, porque nunca é a pessoa que desconfiamos ser.

5. Personagens mais conhecidas:
Hercule Poirot – quando pensamos nesta personagem vem-nos automaticamente à cabeça o seu famoso bigode. O mais fascinante é que este consegue descobrir o culpado através da psicologia humana, ou seja, este recorre às ações/reações que as pessoas envolvidas na história têm.

Miss Jane Marple – apesar de ser a típica idosa solteirona e de aparentar ser frágil, é uma grande conhecedora do comportamento humano e acaba sempre por desvendar os mistérios que acontecem em seu redor. Esta opera como uma detetive amadora.

6. Preço – hoje em dia um dos grandes fatores para lermos alguma obra é o preço (INFELIZMENTE). Mas uma coisa boa nos livros da Agatha Christie é que, em comparação com outras traduções que encontramos no mercado, os seus livros são em conta. Um livro desta autora pode custar por volta de 10€ e, se forem aos livros de bolso ainda encontram mais barato. Sendo esta uma mais valia tendo em conta que o preço dos livros, atualmente, ronda os 20€.

Eu podia estar aqui a falar sobre ela o dia todo, mas acho que estes 6 motivos são os cruciais para começar a ler a Agatha Christie.

De seguida deixo-vos a minha primeira sugestão:
 
Imagem

O assassinato de Roger Ackroyd
Roger Ackroyd sabia de mais. Sabia que a mulher que amava envenenara o primeiro marido, um homem extremamente violento, e suspeitava que ela era vítima de chantagem. Quando ela é encontrada morta, ele não se conforma com o relatório médico que aponta para suicídio por overdose. Ackroyd desconfia de algo bem mais sinistro e quer encontrar respostas para as inúmeras perguntas que pairam ameaçadoramente no ar. Mas alguém está disposto a impedi-lo. Nem que, para tal, tenha de o matar.

A partir do momento em que o Hercule Poirot entra me cena começa logo a montar todo um cenário para encontrar o assassino de Roger Ackroyd. Este ao analisar os suspeitos faz com que duvidemos de qualquer um deles. Mas o mais espantoso nesta história é que um objeto por mais simples que seja, por estarmos tão habituados a viver com eles, pode realmente dar a resposta para a solução de um crime.

Esta obra tem um grande conjunto de personagens, e todas transmitem a ideia de que escondem alguma coisa.

 – O morto: Roger Ackroyd; a sobrinha: Flora Ackroyd; a cunhada: Cecil Ackroyd; o enteado: Ralph Paton;a empregada: Ursula Bourne; o amigo: Hector Blunt; o secretário: Geoffrey Raymond; o mordomo: John Parker; a governanta: Elizabeth Russel.
Depois temos a personagem que nos conta todo o desenrolar da história, o doutor: Dr. Sheppard e que ao mesmo tempo vai ajudando Poirot. Há ainda a sua irmã: Caroline, sendo esta a personagem que afirma que as pessoas têm sempre alguma coisa a esconder.
E com o efeito inesperado a que Agatha Christie tanto nos habituou, no final, nem tudo que parece, realmente o é.

Este deve mesmo fazer parte dos vossos livros to-read.

5 estrelas!

Imagem

Comments

comments