Cruz, Ficção, Literatura Portuguesa

Nem Todas As Baleias Voam de Afonso Cruz

Plot summary:
Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. Organizando concertos com grandes nomes do jazz nos países do bloco soviético, os americanos acreditavam poder seduzir o inimigo e ganhar a guerra.
É neste pano de fundo que conhecemos Erik Gould, pianista de blues, exímio e apaixonado, que vê sons em todo o lado e pinta retratos tocando piano. A música está-lhe tão entranhada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro, sem deixar rasto, sem deixar uma carta de despedida.
Erik Gould tentará de tudo para a reencontrar, mas não lhe resta mais esperança do que o acaso. Será o filho de ambos, Tristan, cansado de procurar a mãe entre as páginas de um atlas, que fará a diferença graças a uma caixa de sapatos.

Review:
Bem, já posso afirmar que sou oficialmente uma grande fã da escrita de Afonso Cruz! Já li alguns livros dele e só quero ler mais!

Nesta história começamos por conhecer o Erik Gould e a sua aprendizagem e vida musical. Mas este é um padrão diferente daqueles a que estamos habituados, ele não toca apenas música… ele fala através das notas e tem um objetivo que é encontrar a sua mulher desaparecida enquanto cria o filho dos dois. Este livro fala muito sobre música e como esta pode transmitir mensagens, mas não através de palavras, mas como referido através das notas musicais. E era exatamente isto que personagem de Gould fazia, através do piano e das suas notas transmitia mensagens de amor à mulher desaparecida.

Mas o que me provocou ainda mais curiosidade foi o filho, Tristan, que via as emoções das outras pessoas, ou seja, ele não as sentia, mas via-as mesmo. Por exemplo, quando o pai estava em baixo, o Tristan via traças à sua volta. Adorei esta personagem, senti mesmo um grande carinho por ela.

Literatura Portuguesa, Peixoto

Morreste-me de José Luís Peixoto

Plot summary:
Morreste-me, texto que deu a conhecer o jovem escritor José Luís Peixoto, é uma obra intensa, avassaladora e comovente: é o relato da morte do pai, o relato do luto, e ao mesmo tempo uma homenagem, uma memória redentora.

Review:
Bem, tenho que começar por dizer que este foi o primeiro livro que reli na minha vida toda. Quando chegamos ao final, aliás, a cada página que avançamos as palavras vão-nos fugindo cada vez mais depressa. Nunca tinha lido nada de José Luís Peixoto, tinha alguns na fila e decidi começar pelo Morreste-me. Só o título já nos deixa bastante curiosos, não acham?

Fantasia, Ficção, Mistério, Zafón

O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón

Plot summary:
Na turbulenta Barcelona dos anos de 1920, um jovem escritor obcecado com um amor impossível recebe a proposta de um misterioso editor para escrever um livro como nunca existiu, em troca de uma fortuna e, talvez, de muito mais.
Com um estilo deslumbrante e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo à Barcelona de o Cemitério dos Livros Esquecidos para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos, onde o encantamento dos livros, a paixão e a amizade se conjugam num romance magistral.

Review:
Começando por comparar com o primeiro livro da saga, A Sombra do Vento, o ritmo da história foi um pouco mais lento. No primeiro livro, os acontecimentos desenrolam-se num ritmo muito mais rápido, pelo menos foi essa a sensação que tive.

Fantasia, Ficção histórica, Mistério, Zafón

A Sombra do Vento (The Shadow of the Wind) de Carlos Ruiz Zafón

Plot summary:
Numa manhã de 1945, um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito, que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona. Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, A Sombra do Vento é sobretudo uma história trágica de amor, cujo eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página. A Sombra do Vento é um mistério literário passado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do Modernismo até às trevas do pós-guerra. Um inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros num crescendo de suspense, que se mantém até à última página.

Review:
Tenho que começar logo por dizer: LINDO, LINDO, MARAVILHOSO! Há quem diga que os livros nos enfeitiçam e nos levam para outros lugares, e este é mesmo a prova disso!

Bem, ultimamente tenho inserido novos autores na minha estante de livros lidos e hoje trago-vos mais um. Já tinha comprado este livro há algum tempo, mas ainda não lhe tinha pegado e mal sabia eu o que estava a perder.

Esta história faz parte de uma saga que se chama O Cemitério dos Livros Esquecidos, sendo A Sombra Do Vento o primeiro livro da mesma. Fazem parte desta saga mais três livros: O Jogo do Anjo; O Prisioneiro do Céu; e O Labirinto dos Espíritos. Estive a pesquisar e estes funcionam como livros independentes e, por isso, não é necessário seguir esta ordem. Mas eu decidi ler exatamente por esta ordem, pois apesar de serem sempre histórias diferentes, estas partilham personagens e locais comuns.