Isabel Figueiredo, Literatura Portuguesa, Review

A Gorda de Isabel Figueiredo

Plot summary:
Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver.

Este é um dos melhores livros que se escreveu em Portugal nos últimos anos.

Review:
A escrita deste livro é bastante acessível e agarra-nos logo desde o início.

Vamos acompanhando a vida de Maria Luísa, a gorda, desde a sua chegada a Portugal até à atualidade. Os seus pais inicialmente ficaram em África e mandaram-na para a casa de familiares.
Através de saltos no tempo vamos compreendendo a razão dos seus sentimentos tão depressivos em relação à sua imagem.

A personagem principal, Maria Luísa, é um tanto depressiva, mas conquistou-me totalmente. Chegamos mesmo a sentir uma grande vontade de falar com ela.
Neste livro, cada capítulo é uma parte da sua casa, a cozinha, o hall e etc., onde a personagem principal partilha os momentos que realmente a marcaram em cada recanto.

Quotes

May, Peter

– Acho que na vida tudo é uma questão de dor, não é? É a isso que os sentimentos se resumem. Quaisquer que eles sejam. Até mesmo os sentimentos bons podem ser dolorosos, à sua maneira. E a dor, a dor mais pura, é simplesmente o sentimento mais poderoso de todos. (…)

May, Peter, Em Fuga

Clássicos, Filosofia, Literatura, Review, Tolstoy

A Morte de Ivan Ilitch de Leo Tolstoy

Este é o meu primeiro livro de Tolstoy e comecei da melhor forma.

No início deste livro encontramos uma crítica forte à sociedade e que ainda encontramos nos nossos dias, as pessoas tentam sempre mostrar mais do que aquilo que realmente têm, vivendo, assim, acima das suas possibilidades. É com a personagem principal desta história, Ivan Ilitch, que esta crítica se revela. Este não tinha grandes possibilidades económicas, mas tentou a todo o custo que a sua nova casa ficasse bem apresentável. É interessante perceber que a preocupação não se centra na confortabilidade da família, mas sim nos convidados de alta sociedade que tencionava receber.

Ao trabalhar na sua casa acaba por ficar gravemente ferido e é a partir deste momento que toda a história se desenvolve. Ninguém sabe exatamente o que os ferimentos provocaram a Ilitch e até ao final da narrativa nunca foi realmente diagnosticado.

Este livro tem uma abordagem bastante interessante da morte. Esta abordagem transmite a ideia de que a morte parece que nunca nos toca a nós, como se a morte nos passasse ao lado. Assim, a grande questão deste livro está presente na continuidade da vida ou a morte.

Quotes

Tolstoy, Leo

Procurou o seu terror habitual e não o achou.
«Onde está ela? Que morte?»
Já não tinha medo, porque também a morte já não exista.
Em vez de morte, era a luzinha que ele via.

Tolstoy, Leo, A Morte de Ivan Ilitch