Crime, Ficção, Mistério, Review, thriller

His Bloody Project by Graeme Macrae Burnet

In this book, we follow Roderick Macrae (Roddy), 17 years old, son of a crofter, living in an isolated place, who kills his neighbor and two other people. A century and a half later a researcher investigates the surroundings of this event.

The first thing that I have to say about this book is that it was an amazing idea. The story sounds so real, it looks like we are reading the archive.

Clássicos, Filosofia, Literatura, Review, Tolstoy

A Morte de Ivan Ilitch de Leo Tolstoy

Este é o meu primeiro livro de Tolstoy e comecei da melhor forma.

No início deste livro encontramos uma crítica forte à sociedade e que ainda encontramos nos nossos dias, as pessoas tentam sempre mostrar mais do que aquilo que realmente têm, vivendo, assim, acima das suas possibilidades. É com a personagem principal desta história, Ivan Ilitch, que esta crítica se revela. Este não tinha grandes possibilidades económicas, mas tentou a todo o custo que a sua nova casa ficasse bem apresentável. É interessante perceber que a preocupação não se centra na confortabilidade da família, mas sim nos convidados de alta sociedade que tencionava receber.

Ao trabalhar na sua casa acaba por ficar gravemente ferido e é a partir deste momento que toda a história se desenvolve. Ninguém sabe exatamente o que os ferimentos provocaram a Ilitch e até ao final da narrativa nunca foi realmente diagnosticado.

Este livro tem uma abordagem bastante interessante da morte. Esta abordagem transmite a ideia de que a morte parece que nunca nos toca a nós, como se a morte nos passasse ao lado. Assim, a grande questão deste livro está presente na continuidade da vida ou a morte.

Dostoiévski, Review, Romance

Noites Brancas de Fiódor Dostoiévski

Hoje trago-vos mais um livro de Dostoiévski, porque Dostoiévski nunca é de mais!

Plot summary:
Numa noite luminosa, numa ponte sobre o rio Neva, um sonhador depara-se com uma mulher em lágrimas. Petersburgo está mergulhada em mais uma das suas noites brancas, um fenómeno que faz as noites parecerem tão claras quanto os dias e que confere à cidade a atmosfera onírica ideal para o encontro entre essas duas almas perdidas.

Neste livro começamos por conhecer o sonhador, sem nunca sabermos o seu nome. Este vive em Petersburgo e sente que nunca teve uma plena inserção na sociedade, ao longo da narrativa vamos assinstindo à forma como lida com a sua solidão. Nos seus passeios pela cidade apercebe-se que as casas, as ruas, os sítios são os seus únicos amigos e não propriamente as pessoas.