Carloto, Poesia, Review

Flux de Orion Carloto

Plot summary:
Flux is a somber narrative, an ode to change, a collection of poetry and prose written from the many states of grief over a broken heart.  With original illustrations by artist Katie Roberts, Orion Carloto creates a dream world for the brokenhearted and paints a whimsical picture around the themes of love, loss, solitude, depression, sex, nostalgia, and unrequited romance. Flux takes readers through a raw and sorrowful journey of each and every bitter moment of heartbreak. Forewarning, Flux is best read with a warm cup of coffee in hand.
 

Review:
No início este livro parecia muito interessante, mas logo que comecei a ler algumas páginas apercebi-me que não era assim tanto.

Desde logo, senti que não estava a ler poesia, mas sim um livro que contém uma série de pensamentos e frases e penso que resultaria melhor se assim o fosse.

Flux, aborda o tema dos corações partidos e como as pessoas vão vivendo com a perda, com a tristeza de já não estarem com a sua cara metade. Para mim, esta foi uma história de amor que não correu nada bem e que nem sempre existe a pessoa perfeita para estar ao nosso lado.

Eu não sou nenhuma expert em poemas e esta é apenas a minha opinião pessoal. À medida que  fui avançando na leitura, senti que todos os poemas são apenas pequenas frases que foram postas em estrofes e pronto. Depois de toda a poesia que já li, senti mesmo que não fazia sentido. A poesia que costumo ler toca-me, faz-me sentir alguma coisa e aqui não me senti de todo conectada com o que estava escrito.

O design deste livro é lindo, basta olhar para a capa, mas depois por dentro vamos tendo pequenos desenhos que vão acompanhando os poemas. Para ser sincera senti mais significado ao olhar para os desenhos do que propriamente a ler.

Classifiquei apenas com 1 estrela no GoodReads!

Onde podem adquirir:
Book Depository
Wook

Plath, Poesia, Review

Ariel de Sylvia Plath

Plot summary:
“In these poems…Sylvia Plath becomes herself, becomes something imaginary, newly, wildly and subtly created.”
– From the Introduction by Robert Lowell

Review:
Estava tão curiosa em relação à Sylvia Plath enquanto pessoa, mas também enquanto poetisa, por isso, requisitei este livro na biblioteca. Agora confesso que me arrependo de o ter feito, depois de se ler poemas como estes, devemos ficar com o livro na nossa estante.