Plath, Poesia, Review

Ariel de Sylvia Plath

Plot summary:
“In these poems…Sylvia Plath becomes herself, becomes something imaginary, newly, wildly and subtly created.”
– From the Introduction by Robert Lowell

Review:
Estava tão curiosa em relação à Sylvia Plath enquanto pessoa, mas também enquanto poetisa, por isso, requisitei este livro na biblioteca. Agora confesso que me arrependo de o ter feito, depois de se ler poemas como estes, devemos ficar com o livro na nossa estante.

Clássicos, Dostoiévski, Ficção, Literatura, Review

Coração Débil de Fiódor Dostoiévski

Plot summary:
Em Coração Débil (1848), uma das primeiras obras do autor, acompanhamos a tragédia de Vássia Chumkov, um jovem apaixonado mas de temperamento fraco, a quem a felicidade parece transtornar. Amado por todos os que o rodeiam, Vássia desenvolve sentimentos de culpa por recear não correponder às expectativas, deixando-se afundar progressivamente numa inquietação e numa tristeza incompreensíveis. Intenso e comovente, este livro revela bem o estilo febril do romancista russo.

Review:
Quando comecei este livro estava com um pouco de receio por ser um dos primeiros livros escrito por Dostoiévski. Tinha receio de me desiludir, mas isso não aconteceu. Esta foi uma leitura acessível, mas carregada de emoção a cada página que viramos.

O que mais gostei neste livro é o facto de este ser muito emocionalmente intenso. Nesta história acompanhamos a vida e sentimentos de Vássia Chumkov que, no início, se mostra bastante feliz. À medida que vamos avançando na leitura reparamos que a felicidade de Vássia não lhe faz bem, não se acha merecedor de tal felicidade.

Clássicos, Filosofia, Literatura, Review, Tolstoy

A Morte de Ivan Ilitch de Leo Tolstoy

Este é o meu primeiro livro de Tolstoy e comecei da melhor forma.

No início deste livro encontramos uma crítica forte à sociedade e que ainda encontramos nos nossos dias, as pessoas tentam sempre mostrar mais do que aquilo que realmente têm, vivendo, assim, acima das suas possibilidades. É com a personagem principal desta história, Ivan Ilitch, que esta crítica se revela. Este não tinha grandes possibilidades económicas, mas tentou a todo o custo que a sua nova casa ficasse bem apresentável. É interessante perceber que a preocupação não se centra na confortabilidade da família, mas sim nos convidados de alta sociedade que tencionava receber.

Ao trabalhar na sua casa acaba por ficar gravemente ferido e é a partir deste momento que toda a história se desenvolve. Ninguém sabe exatamente o que os ferimentos provocaram a Ilitch e até ao final da narrativa nunca foi realmente diagnosticado.

Este livro tem uma abordagem bastante interessante da morte. Esta abordagem transmite a ideia de que a morte parece que nunca nos toca a nós, como se a morte nos passasse ao lado. Assim, a grande questão deste livro está presente na continuidade da vida ou a morte.

Quotes

Tolstoy, Leo

Procurou o seu terror habitual e não o achou.
«Onde está ela? Que morte?»
Já não tinha medo, porque também a morte já não exista.
Em vez de morte, era a luzinha que ele via.

Tolstoy, Leo, A Morte de Ivan Ilitch