Clássicos, Contos, Dostoiévski, Ficção, Literatura, Review

O Sonho dum Homem Ridículo & O Ladrão Honesto de Fiódor Dostoiévski

Esta edição contém duas histórias, O Sonho dum Homem Ridículo e O Ladrão Honesto. Para ser sincera nem sabia que tinha as duas histórias, no resumo do livro só encontramos a primeira.

O Sonho dum Homem Ridículo é a história de um homem que pensa suicidar-se. Ele tem a certeza de que o quer fazer, mas o encontro com uma menina fez com que não conseguisse parar de pensar nela e deixasse de pensar tanto no suicídio. Este encontro chocou-me bastante devido à forma fria como ele lidou com a menina.

O resto desta história centra-se num sonho que, para ele, foi muito real. O mais interessante neste sonho é que ele acaba mesmo por se matar, no entanto, continua a pensar e a ouvir o mundo à sua volta. Para ele a morte seria uma libertação, mas neste sonho não o é, ele continua consciente após a morte.
Estas experiências alteram a sua forma de ver a vida/morte.

Dostoiévski cria nesta história um cenário utópico em que o sonho aparece para libertar o homem.

Contos, Psicologia, Review, Saúde Mental, Vários Autores

Uma Dor Tão Desigual de Vários Autores

 

Plot summary:
Este livro resulta de um desafio feito a oito autores portugueses para que explorassem as fronteiras múltiplas e ténues que definem a saúde psicológica e o que dela nos afasta. Em estilos muito diferentes, um leque extraordinário de escritores brinda-nos com textos que mostram como qualquer um de nós pode viver momentos difíceis e precisar de ajuda.
Estas são histórias de perda, solidão, fraqueza e delírio, mas também de esperança e humanidade. São relatos de gente que podíamos conhecer e talvez conheçamos, histórias íntimas e ricas de homens e mulheres como nós.
A área da saúde psicológica está ainda sujeita a muitos preconceitos, que dificultam a procura de ajuda profissional e estigmatizam quem sofre. Pretende-se com este livro combater esses preconceitos, despertar consciências e ajudar a encontrar uma saída.

Review:
Gostei tanto desta leitura que nem sabia muito bem que palavras usar para a descrever!

O melhor deste livro é o seu objetivo, o despertar de consciências para aquilo que se possa passar à nossa volta. O mais importante é não julgar sem saber.
Na nossa sociedade existe sempre o receio de procurar ajuda, mas não deveria existir. O primeiro passo é admitir que podemos não estar bem.

Este livro emergiu do desafio proposto a vários autores pela ordem dos psicólogos para abordarem o conceito de saúde mental. Assim, encontramos neste livro vários contos com diferentes perturbações psicológicas.
Todos os contos prendem-nos do início ao fim, mas os três contos que mais gostei foram dos autores: Afonso Cruz; Dulce Maria Cardoso; e do Richard Zimler. Nestes contos encontramos histórias de perda e de delírio.

Estes são temas que devem ser lidos por todos, porque hoje em dia ainda lidamos com muito preconceito em relação à saúde mental. A mensagem mais importante presente nesta leitura é que sem a nossa saúde mental, nunca estamos bem.

Espero que este desafio continue em próximas parcerias!

5 estrelas! A temática, perturbações psicológicas, chamou-me bastante à atenção e a leitura foi bastante acessível. Este é um livro muito bem conseguido, “puxa” o olho de quem não está dentro do assunto.