Carloto, Poesia, Review

Flux de Orion Carloto

Plot summary:
Flux is a somber narrative, an ode to change, a collection of poetry and prose written from the many states of grief over a broken heart.  With original illustrations by artist Katie Roberts, Orion Carloto creates a dream world for the brokenhearted and paints a whimsical picture around the themes of love, loss, solitude, depression, sex, nostalgia, and unrequited romance. Flux takes readers through a raw and sorrowful journey of each and every bitter moment of heartbreak. Forewarning, Flux is best read with a warm cup of coffee in hand.
 

Review:
No início este livro parecia muito interessante, mas logo que comecei a ler algumas páginas apercebi-me que não era assim tanto.

Desde logo, senti que não estava a ler poesia, mas sim um livro que contém uma série de pensamentos e frases e penso que resultaria melhor se assim o fosse.

Flux, aborda o tema dos corações partidos e como as pessoas vão vivendo com a perda, com a tristeza de já não estarem com a sua cara metade. Para mim, esta foi uma história de amor que não correu nada bem e que nem sempre existe a pessoa perfeita para estar ao nosso lado.

Eu não sou nenhuma expert em poemas e esta é apenas a minha opinião pessoal. À medida que  fui avançando na leitura, senti que todos os poemas são apenas pequenas frases que foram postas em estrofes e pronto. Depois de toda a poesia que já li, senti mesmo que não fazia sentido. A poesia que costumo ler toca-me, faz-me sentir alguma coisa e aqui não me senti de todo conectada com o que estava escrito.

O design deste livro é lindo, basta olhar para a capa, mas depois por dentro vamos tendo pequenos desenhos que vão acompanhando os poemas. Para ser sincera senti mais significado ao olhar para os desenhos do que propriamente a ler.

Classifiquei apenas com 1 estrela no GoodReads!

Onde podem adquirir:
Book Depository
Wook

Kaur, Não-ficção, Poesia, Review

Milk and Honey de Rupi Kaur

Plot summary:
Milk and honey is a collection of poetry and prose about survival. It is about the experience of violence, abuse, love, loss, and femininity. It is split into four chapters, and each chapter serves a different purpose, deals with a different pain, heals a different heartache. milk and honey takes readers through a journey of the most bitter moments in life and finds sweetness in them because there is sweetness everywhere if you are just willing to look.

Review:
As minhas expetativas eram grandes quando comecei esta leitura, mas nem imaginava aquilo que me esperava. Acho que nunca tinha lido um livro de poesia tão cru como este.

As opiniões em relação a este livro variam bastante e, para ser sincera, acho que este livro não é para qualquer pessoa ler. Os temas retratados são muito fortes e violentos.
O Livro está dividido em quatro capítulos: the hurting, the loving, the breaking  e the healing. O capítulo que mais gostei, e que é assim mais leve, foi o último, the healing.

A poesia desta autora é um grande torbilhão de emoções, ela escreve sobre o amor, a perda, o trauma e sobre o feminismo, assuntos que interessam a toda gente. É mesmo impressionante a forma como ela explica o que é ser abusada, o que é ser e não ser amada e como ela lidou com todas estas experiências.

Todos os poemas vão sendo acompanhamos por pequenos e delicados desenhados que também transmitem um significado e uma história.

Este é um livro relativamente pequeno, li-o em poucas horas. Apesar de conter temas muito fortes, a escrita é bastante acessível, conseguimos perceber exatamente aquilo que a autora quer transmitir.
No final fiquei com a sensação de que este é um livro que deve mesmo ser lido, devido à forma tão crua e direta dos poemas. Esta história não é fictícia, é uma história real, é a história da autora, por isso, acho que não se trata tanto de gostar ou não do livro, mas sim de entender que nem sempre as coisas correm bem como queremos.

Dei 4 estrelas no GoodReads!

Onde podes comprar o livro:
Book Depository
Wook

Autobiografia, Não-ficção, Poesia, Review

Note to Self de Connor Franta

Plot summary:
Told through short essays, letters to his past and future selves, poetry, and original photography, Note to Self is a raw, in-the-moment look at the fascinating interior life of a young creator turning inward in order to move forward.

Review:
Bem, eu já tinha visto este livro por todas as redes sociais, só conhecia mesmo o conteúdo do resumo. Como já referi em publicações anteriores, a saúde mental é um tema que me interessa muito e, por isso, não hesitei quando decidi começar esta leitura.

Este livro acabou por me surpreender bastante, eu não conhecia nada deste autor e, pelos vistos, ele é muito famoso nas redes sociais.

Uma das razões que me fez gostar muito deste livro foi mesmo a forma como o assunto foi abordado. Este autor dá-nos a sua perspetiva do que é viver com depressão, ansiedade social e sexualidade. Mas esta abordagem não fala de uma forma de cura, mas sim da forma como ele aprendeu a viver e a lidar com esta debilitação.

Apesar de ser um tema que muitas pessoas considera pesado, a leitura deste livro tornou-se mais fluída devido à quantidade de imagens que acompanham todos os capítulos. Estas imagens vão ilustrando aquilo que vamos lendo. A escrita também é bastante acessível e direta, faz-nos sentir que o autor está mesmo a dirigir a palavra ao leitor.

 

Connor fala sobre as suas emoções e experiências de um sentido que faz com que as pessoas não se sintam sozinhas e que nada neste mundo está isolado. Foi um dos aspetos que resultou muito bem e que me fez gostar ainda mais desta leitura, porque muitas pessoas vão-se identificar com muitas das passagens deste livro. Outro aspeto que chamou muito da minha atenção foi a forma com o autor fala sobre a depressão. Ele fala de si próprio durante aquele período como se estivesse a falar de outra pessoa. É mesmo muito interessante ler a partir desta perspetiva.

Dei as 5 estrelas no GoodReads!

Onde podes comprar o livro:
Book Depository

 

Ferrante, Quit, Review, Romance

História do Novo Nome de Elena Ferrante

 

Plot summary:
Este romance continua a história de Lila e Elena, tendo como pano de fundo a cidade de Nápoles e a Itália do século XX.
Lila, filha de um sapateiro, escolhe o caminho de ascensão social no próprio bairro e, no final de A Amiga Genial, vemo-la casada com um comerciante. Elena, pelo contrário, dedica-se aos estudos.
Ambas têm agora 17 anos e sentem-se num beco sem saída. Ao assumir o nome do marido, Lila tem a sensação de ter perdido a identidade. Elena, estudante modelo, descobre que não se sente bem nem no bairro nem fora dele.
No início, vemos Elena a abrir um caderno de notas onde Lila fala sobre a vida com o seu marido e as complicadas relações com a Mafia e os grupos neofascistas, que invadem os bairros com as suas proclamações.
Lila e Elena hesitam entre a tendência para a conformidade e a obstinação em tomar nas suas mãos o seu destino, numa relação conflitual, inseparável mistura de dependência e vontade de autoafirmação, em que o amor é um sentimento «molesto» que se alimenta do desequilíbrio até nos momentos mais felizes.

Review:
Raramente desisto de um livro, mas neste foi mesmo o que aconteceu.
Ha pouco tempo li o primeiro livro desta sega, A Amiga Genial, e até lhe dei uma boa cotação. No entanto, a personagem Lila irritou-me bastante até ao ponto de ter vontade de a chamar a atenção em voz alta.

É importante frisar que esta é apenas a minha opinião, esta leitura não resultou comigo, mas pode resultar com outras pessoas.