Quotes

May, Peter

– Acho que na vida tudo é uma questão de dor, não é? É a isso que os sentimentos se resumem. Quaisquer que eles sejam. Até mesmo os sentimentos bons podem ser dolorosos, à sua maneira. E a dor, a dor mais pura, é simplesmente o sentimento mais poderoso de todos. (…)

May, Peter, Em Fuga

Quotes

May, Peter

(…) às vezes as palavras ditas com raiva carregavam em si uma mágoa que ultrapassava a sua verdadeira intenção. E as palavras ditas para magoar atingem frequentemente o seu propósito, porque exprimem uma verdade que as convenções da educação procuram evitar em situações normais.

May, Peter, Em Fuga

Clássicos, Ficção, Hemingway, Literatura, Review

O homem que não foi vencido de Ernest Hemingway

Inicialmente não estava a encontrar este livro no GoodReads, por isso, fiz uma pesquisa e descobri que este livro/conto faz parte de uma coletânea de pequenas histórias de Ernest Hemingway. Esta coletânea chama-se Men without Women e foi publicada em 1927.

Para mim foi duro ler este livro porque relata detalhadamente o sofrimento de um animal. A descrição do sofrimento do animal é muito pormenorizada, o que me fez alguma confusão. É um livro muito descritivo, apesar de ser pequeno.

Clássicos, Filosofia, Literatura, Review, Tolstoy

A Morte de Ivan Ilitch de Leo Tolstoy

Este é o meu primeiro livro de Tolstoy e comecei da melhor forma.

No início deste livro encontramos uma crítica forte à sociedade e que ainda encontramos nos nossos dias, as pessoas tentam sempre mostrar mais do que aquilo que realmente têm, vivendo, assim, acima das suas possibilidades. É com a personagem principal desta história, Ivan Ilitch, que esta crítica se revela. Este não tinha grandes possibilidades económicas, mas tentou a todo o custo que a sua nova casa ficasse bem apresentável. É interessante perceber que a preocupação não se centra na confortabilidade da família, mas sim nos convidados de alta sociedade que tencionava receber.

Ao trabalhar na sua casa acaba por ficar gravemente ferido e é a partir deste momento que toda a história se desenvolve. Ninguém sabe exatamente o que os ferimentos provocaram a Ilitch e até ao final da narrativa nunca foi realmente diagnosticado.

Este livro tem uma abordagem bastante interessante da morte. Esta abordagem transmite a ideia de que a morte parece que nunca nos toca a nós, como se a morte nos passasse ao lado. Assim, a grande questão deste livro está presente na continuidade da vida ou a morte.