Filosofia, Martin, Nusbaum

The SINK by Walter Nusbaum & Daren Martin

So, when I started this book I was a little worried about the theme. On the beginning, I read the synopsis on the back cover of the book and thoughts came to my head about what I could expect about this reading, and let me tell you that it was fascinating.

Let me begin to speak about the slogan “LEAVE THINGS BETTER THAN YOU FOUND THEM”. The authors explain that a simple gesture can make a change in a life or even in the world, so, we must give it attention, we must see beyond… and here we encounter the reason of the title “SINK”. Yes, it is what you may be thinking, it’s a SINK. And how a simple conversation/moment near the SINK took good proportions and good changes.

And I can tell this: you can see beyond when you read this book and I agree with the authors when they tell us that simple things can make greater people, jobs and all we can think of. So, this book can make a change in a workplace or even in a school, because in these two places people don’t think about the consequences, don’t think about the others.

Another thing that I liked about this book was the design. The design is beautiful and makes the reading a lot better, because it’s always happening something. When you turn the pages, you have big letters, beautiful colors, some references… it’s like the book it’s interacting with you.

The objective of this book is achieved, because, in the end, I stopped to think. Think about my family, my friends. And that’s all that counts. So, it was a good and influencing philosophy.

Every single day we tried to be better, but that’s enough?
Think about that, and please get this book.

Publicado por Helena como autora no blog MaggieBooks.

 

Quotes

Auster, Paul

(…) e, quando ela pensa nessa geração de homens silenciosos, nos rapazes que passaram pela Grande Depressão e cresceram para se tornarem soldados ou não-soldados na guerra, não os censura por se recusarem a falar, por não quererem regressar ao passado, mas que curioso que é, pensa ela, quão sublimemente incoerente é o facto de a geração dela, ter produzido homens que nunca param de falar (…)

−Auster, Paul, Sunset Park

Dostoiévski, Review, Romance

Noites Brancas de Fiódor Dostoiévski

Hoje trago-vos mais um livro de Dostoiévski, porque Dostoiévski nunca é de mais!

Plot summary:
Numa noite luminosa, numa ponte sobre o rio Neva, um sonhador depara-se com uma mulher em lágrimas. Petersburgo está mergulhada em mais uma das suas noites brancas, um fenómeno que faz as noites parecerem tão claras quanto os dias e que confere à cidade a atmosfera onírica ideal para o encontro entre essas duas almas perdidas.

Neste livro começamos por conhecer o sonhador, sem nunca sabermos o seu nome. Este vive em Petersburgo e sente que nunca teve uma plena inserção na sociedade, ao longo da narrativa vamos assinstindo à forma como lida com a sua solidão. Nos seus passeios pela cidade apercebe-se que as casas, as ruas, os sítios são os seus únicos amigos e não propriamente as pessoas.

Fantasia, Review, Tolkien

The Hobbit de J. R. R. Tolkien

Como sabem só há pouco tempo descobri a minha paixão por livros de fantasia e hoje trago-vos mais um, The Hobbit.

Plot summary:
O Hobbit é a história das aventuras de um grupo de anões que vão à procura de um tesouro guardado por um terrível dragão. São relutantemente acompanhados por Bilbo Baggins, um hobbit apreciador do conforto e vida calma. Encontros com elfos, gnomos e aranhas gigantes, conversas com o dragão, Smaug, o Magnífico, e a presença involuntária na Batalha dos Cinco Exércitos são algumas das experiências por que Bilbo passará. O Hobbit é não só uma história maravilhosa como o prelúdio a O Senhor dos Anéis.

Este livro começa com a descrição da personagem Bilbo Baggins, um hobbit que estava habituado a uma rotina que repetia todos os dias e nunca se envolvia em aventuras. Para esta personagem bastava ter uma vida calma com muita comida e muitos livros.

Mas um dia apareceu-lhe Gandalf, o feiticeiro desta narrativa, e é a partir deste momento que começa a grande aventura da sua vida. Bilbo torna-se a personagem principal, pois ao longo da narrativa vamos acompanhando o seu crescimento e percebemos como vai ganhando uma identidade e conforto no mundo exterior. Esta personagem partiu para o desconhecido, nunca tinha saído da sua zona de conforto. Mas ao mesmo tempo que vamos acompanhando o crescimento/maturação de Bilbo, acompanhamos a pouca evolução dos que o acompanham nesta jornada, os anões.