Crime, Ficção, May, Mistério, Review, thriller

Em Fuga de Peter May

Plot Summary:
Em 1965, cinco amigos, todos adolescentes, cansados da rotina e temerosos de uma vida previsível, fogem de Glasgow com destino a Londres e o sonho de serem estrelas e de transformar a sua banda de música num sucesso. No entanto, antes do final do primeiro ano, três deles regressam à sua cidade natal na Escócia – e voltam diferentes, danificados, sem que ninguém perceba a razão para tal. Cinquenta anos mais tarde, em 2015, um brutal homicídio na capital inglesa obriga esses três homens, agora com quase 70 anos, a regressar a Londres e a confrontar, por fim, a mancha escura do seu passado da qual tentaram fugir durante toda a vida.

Review:
Nesta história encontramos duas narrativas, uma narrativa de 1965 e outra de 2015. No entanto, têm algo em comum: os seus participantes, a fuga e a não aprovação da família.

O que mais me impressionou na leitura deste livro foi o fator mistério. Este é mantido desde o início até ao fim do livro, a cada página que viramos estamos sempre na expetativa do que vem a seguir. Vamos sempre ganhando mais curiosidade, pois percebemos que os detalhes da fuga destes cinco amigos estão escondidos há 50 anos.

Quotes

May, Peter

– Acho que na vida tudo é uma questão de dor, não é? É a isso que os sentimentos se resumem. Quaisquer que eles sejam. Até mesmo os sentimentos bons podem ser dolorosos, à sua maneira. E a dor, a dor mais pura, é simplesmente o sentimento mais poderoso de todos. (…)

May, Peter, Em Fuga

Quotes

May, Peter

(…) às vezes as palavras ditas com raiva carregavam em si uma mágoa que ultrapassava a sua verdadeira intenção. E as palavras ditas para magoar atingem frequentemente o seu propósito, porque exprimem uma verdade que as convenções da educação procuram evitar em situações normais.

May, Peter, Em Fuga

Clássicos, Ficção, Hemingway, Literatura, Review

O homem que não foi vencido de Ernest Hemingway

Inicialmente não estava a encontrar este livro no GoodReads, por isso, fiz uma pesquisa e descobri que este livro/conto faz parte de uma coletânea de pequenas histórias de Ernest Hemingway. Esta coletânea chama-se Men without Women e foi publicada em 1927.

Para mim foi duro ler este livro porque relata detalhadamente o sofrimento de um animal. A descrição do sofrimento do animal é muito pormenorizada, o que me fez alguma confusão. É um livro muito descritivo, apesar de ser pequeno.