Fantasia, Ficção, Mistério, Zafón

O Jogo do Anjo de Carlos Ruiz Zafón

Plot summary:
Na turbulenta Barcelona dos anos de 1920, um jovem escritor obcecado com um amor impossível recebe a proposta de um misterioso editor para escrever um livro como nunca existiu, em troca de uma fortuna e, talvez, de muito mais.
Com um estilo deslumbrante e impecável precisão narrativa, o autor de A Sombra do Vento transporta-nos de novo à Barcelona de o Cemitério dos Livros Esquecidos para nos oferecer uma aventura de intriga, romance e tragédia, através de um labirinto de segredos, onde o encantamento dos livros, a paixão e a amizade se conjugam num romance magistral.

Review:
Começando por comparar com o primeiro livro da saga, A Sombra do Vento, o ritmo da história foi um pouco mais lento. No primeiro livro, os acontecimentos desenrolam-se num ritmo muito mais rápido, pelo menos foi essa a sensação que tive.

Fantasia, Ficção histórica, Mistério, Zafón

A Sombra do Vento (The Shadow of the Wind) de Carlos Ruiz Zafón

Plot summary:
Numa manhã de 1945, um rapaz é conduzido pelo pai a um lugar misterioso oculto no coração da cidade velha: o Cemitério dos Livros Esquecidos. Aí, Daniel Sempere encontra um livro maldito, que muda o rumo da sua vida e o arrasta para um labirinto de intrigas e segredos enterrados na alma obscura de Barcelona. Juntando as técnicas do relato de intriga e suspense, o romance histórico e a comédia de costumes, A Sombra do Vento é sobretudo uma história trágica de amor, cujo eco se projecta através do tempo. Com uma grande força narrativa, o autor entrelaça tramas e enigmas ao modo de bonecas russas num inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros, numa intriga que se mantém até à última página. A Sombra do Vento é um mistério literário passado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do Modernismo até às trevas do pós-guerra. Um inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros num crescendo de suspense, que se mantém até à última página.

Review:
Tenho que começar logo por dizer: LINDO, LINDO, MARAVILHOSO! Há quem diga que os livros nos enfeitiçam e nos levam para outros lugares, e este é mesmo a prova disso!

Bem, ultimamente tenho inserido novos autores na minha estante de livros lidos e hoje trago-vos mais um. Já tinha comprado este livro há algum tempo, mas ainda não lhe tinha pegado e mal sabia eu o que estava a perder.

Esta história faz parte de uma saga que se chama O Cemitério dos Livros Esquecidos, sendo A Sombra Do Vento o primeiro livro da mesma. Fazem parte desta saga mais três livros: O Jogo do Anjo; O Prisioneiro do Céu; e O Labirinto dos Espíritos. Estive a pesquisar e estes funcionam como livros independentes e, por isso, não é necessário seguir esta ordem. Mas eu decidi ler exatamente por esta ordem, pois apesar de serem sempre histórias diferentes, estas partilham personagens e locais comuns.

Ficção, Mackintosh, Mistério, Suspense, thriller

I see you by Clare Mackintosh

Plot summary:
Every morning and evening, Zoe Walker takes the same route to the train station, waits at a certain place on the platform, finds her favorite spot in the car, never suspecting that someone is watching her…
It all starts with a classified ad. During her commute home one night, while glancing through her local paper, Zoe sees her own face staring back at her, a grainy photo along with a phone number and listing for a website called findtheone.com.
Other women begin appearing in the same ad, a different one every day, and Zoe realizes they’ve become the victims of increasingly violent crimes—including rape and murder. With the help of a determined cop, she uncovers the ad’s twisted purpose…a discovery that turns her paranoia into full-blown panic. For now Zoe is sure that someone close to her has set her up as the next target. (…)

Review:
Este livro surpreendeu-me bastante pela positiva, o plot twist é de nos deixar de boca aberta. Quando ia a meio do livro, pensando eu “já descobri tudo, já sei o fim”, achava que já tinha descoberto o final deste thriller, mas estava muito enganada.

A história começa quando a protagonista Zoe Walker vê a sua foto nos classificados de um jornal e fica determinada a encontrar respostas para a publicação daquela fotografia e… para a publicação de fotografias de outras mulheres. Mas a única resposta que encontra é um web site… e começa a pensar… foi um erro? uma coincidência?

Mistério, Review, Tartt

The Secret History by Donna Tartt

‘Death os the mother of beauty,’ said Henry.
‘And what is beauty?’
‘Terror.’

Nunca tinha lido Donna Tartt, comecei a ler este livro com grandes expetativas e admito que estas se concretizaram. Esta leitura agarrou-me da primeira à última página.
 
Posso até afirmar que este é o mistério mais diferente e irreverente que já li. Normalmente os mistérios centram-se muito num momento em específico e não tanto no que o rodeia. Neste livro a história está dividida em duas partes que exploram o antes e o depois de um crime.
 
Começamos por conhecer o narrador desta história, Richard, um rapaz que fala sobre as suas memórias na casas dos pais e depois da sua transição para a universidade muito longe de casa. Na universidade segue estudos clássicos e  junta-se a um grupo de intelectuais que fazem parte do curso. É a partir deste momento que toda a história começa a desenrolar-se. E nem me vou prolongar mais porque este livro não merece qualquer tipo de spoiler.
 
As personagens principais desta história – Richard, Camilla, Charles, Henry, Francis e Henry – estão muito bem caraterizadas e desenvolvidas. É incrível a forma como a autora escreveu e idealizou a progressão destas personagens, aparentemente são pessoas normais, mas ao longo da história vamos assistindo a uma total desintegração de cada uma delas. Esta degradação segue uma série de acontecimentos com várias interligações entre eles, mas tudo acaba por fazer sentido. Sente-se realmente o desespero e a paranoia e apesar do lado negro revelado nestas personagens, à medida que fui lendo comecei a ter pena e a querer que na página seguinte tudo lhes corresse bem.
Foi esta evolução das personagens na história que mais me fascinou, nada ficou por explicar e é contado de uma forma bastante realista.
 
Para algumas pessoas pode ser um livro muito longo, mas para mim não foi, a leitura é muito fluída e a escrita é bastante acessível.
As 629 páginas valem muito a pena. 5 estrelas!
Recomendo vivamente esta leitura e estou ansiosa por ler o Goldfinch, desta mesma autora!

 

“(…) it is dangerous to ignore the existence of the irrational. The more cultivated a person is, the more intelligent, the more repressed, then the more he needs some method of channeling the primitive impulses he’s worked so hard to subdue. Otherwise those power old forces will mass and strengthen until they are violent enough to break free, more violent for the delay, often strong enough to sweep the will away entirely.”