Clássicos, Contos, Dostoiévski, Ficção, Literatura, Review

O Sonho dum Homem Ridículo & O Ladrão Honesto de Fiódor Dostoiévski

Esta edição contém duas histórias, O Sonho dum Homem Ridículo e O Ladrão Honesto. Para ser sincera nem sabia que tinha as duas histórias, no resumo do livro só encontramos a primeira.

O Sonho dum Homem Ridículo é a história de um homem que pensa suicidar-se. Ele tem a certeza de que o quer fazer, mas o encontro com uma menina fez com que não conseguisse parar de pensar nela e deixasse de pensar tanto no suicídio. Este encontro chocou-me bastante devido à forma fria como ele lidou com a menina.

O resto desta história centra-se num sonho que, para ele, foi muito real. O mais interessante neste sonho é que ele acaba mesmo por se matar, no entanto, continua a pensar e a ouvir o mundo à sua volta. Para ele a morte seria uma libertação, mas neste sonho não o é, ele continua consciente após a morte.
Estas experiências alteram a sua forma de ver a vida/morte.

Dostoiévski cria nesta história um cenário utópico em que o sonho aparece para libertar o homem.

Ferrante, Ficção, Literatura

A Amiga Genial de Elena Ferrante

Plot summary:
“A Amiga Genial” é a história de um encontro entre duas crianças de um bairro popular nos arredores de Nápoles e da sua amizade adolescente.
Elena conhece a sua amiga na primeira classe. Provêm ambas de famílias remediadas. O pai de Elena trabalha como porteiro na câmara municipal, o de Lila Cerullo é sapateiro.
Lila é bravia, sagaz, corajosa nas palavras e nas acções. Tem resposta pronta para tudo e age com uma determinação que a pacata e estudiosa Elena inveja. (…)

Review:
Bem, houve uma altura em que toda a gente andava atrás deste livro e eu quis saber a razão e, por isso, decidi lê-lo.

Esta é uma história de duas amigas, Elena e Lila, que se conhecem desde pequenas. A relação delas, para mim, é um pouco esquisita, parece sempre que a primeira vive em função da segunda. A Elena passa a vida a querer agradar a sua amiga Lila, durante toda a leitura vamos rezando para que ela se aperceba que a amizade tem de partir sempre dos dois lados.

Ficção, Literatura, Murakami, Review

Ouve a Canção do Vento / Flíper 1973 de Haruki Murakami

Plot summary:
Durante a primavera de 1978, o jovem Haruki Murakami, quando chegava a casa já tarde, depois de mais um dia de trabalho no seu clube de jazz, começou a sentar-se todas as noites à mesa da cozinha, a escrever. O resultado foram duas novelas marcantes – “Ouve a Canção do Vento” e “Flíper, 1973” – que lançaram a carreira de um dos mais aclamados autores da literatura mundial contemporânea. Estes dois pequenos romances impressivos, em tom de fábula, que por vezes roçam o surreal pelos laivos de ficção científica que os povoam, abordam o quotidiano de dois jovens – o narrador cujo nome nunca chegamos a conhecer e o seu amigo Rato –, perpassado por solidão, obsessão e erotismo.
Apresentando uma galeria pela qual desfilam uma rapariga com quatro dedos na mão esquerda, um escritor inventado, o dono de um bar que ouve as confissões de todos os que nele buscam refúgio, um par de gémeas e… gatos, estes dois textos contêm o embrião de todas as características que singularizaram e atravessam todas as obras-primas de Murakami, incluindo alguns dos seus mais recentes livros.

Review:
Nunca tinha lido o autor Haruki Murakami e quando me apercebi que este livro continha dois pequenos romances decidi tentar. Quando quero experimentar um novo autor procuro sempre os livros mais pequenos para que a leitura seja mais fluída.
Estes são os seus dois primeiros romances, já estive a ler que não mostram aquilo que o Murakami realmente é, como autor, mas comigo resultou bem.

Calvino, Clássicos, Fantasia, Ficção, Literatura, Review

Cidades Invisíveis de Italo Calvino

Plot summary:
Marco Polo fala a Kublai Kan das cidades do Ocidente, maravilhando o imperador mongol com as suas descrições. Estas cidades, no entanto, existem apenas na imaginação do mercador veneziano: a sua vida encontra-se apenas destro das suas palavras, uma narrativa capaz de criar mundos, mas que não tem forças para destruir «o inferno dos vivos».
Este livro tem o lirismo dos livros de poemas, poemas que por vezes descrevem cidades e outras vezes a forma de pensar e de ser dos seus habitantes. Invertendo os papéis do Livro das Maravilhas, através do qual Marco Polo revelou o Oriente ao mundo ocidental, Calvino arquitectou o livro que o estabeleceria como uma das referências incontornáveis da literatura pós-moderna.

Review:
Neste livro seguimos o diálogo entre o imperador Kunlai Khan e o explorador Marco Polo. O último durante este diálogo tem a missão de descrever todas as cidades que visitou na sua peregrinação.
A leitura é bastante descritiva, o que para mim se tornou num ponto positivo, conseguimos mesmo imaginar e experienciar as cidades que Marco Polo descreve.
O explorador aborda 55 cidades imaginárias que estão categorizadas em grupos: memória, desejo, sinais, nomes, mortos, contínuas, escondidas e etc.