Clássicos, Ficção, Hemingway, Literatura, Review

O Velho e o Mar de Ernest Hemingway

Plot summary:
Santiago, um velho pescador cubano, está há quase três meses sem conseguir pescar um único peixe, quando o seu isco é finalmente mordido por um enorme espadarte. O peixe imponente resiste, arrasta a sua canoa cada vez mais para o alto mar, na corrente do Golfo, e obriga a uma luta agonizante de três dias que o velho Santiago acabará por vencer, para logo se ver derrotado. Com uma linguagem de grande simplicidade e força, Hemingway retrata nesta aventura poética a coragem humana perante as dificuldades e o triunfo alcançado apesar da perda. Comovente romance, obra-prima de maturidade de Hemingway, O Velho e o Mar recebeu o Prémio Pulitzer em 1953 e desempenhou um papel essencial na obtenção pelo seu autor, um ano mais tarde, do Prémio Nobel da Literatura.

Review:
Quando acabei este livro não sabia o que pensar. Não sabia sequer se tinha gostado.

O primeiro pensamento que me ocorreu estava relacionado com a descrição contida no livro. A forma como toda a narrativa é descrita faz com que consigamos visualizar tudo na nossa mente. 

Esta descrição é muito intensa apesar de o livro ser pequeno, começo a aperceber-me que esta é uma das caraterísticas de Hemingway. Ao longo do livro senti que a descrição fez transparecer que estamos a ler um livro maior do que realmente é. Não digo isto como uma crítica, mas sim como um elogio, é preciso ter um grande poder de escrita para conseguir fazer isto.

Crime, Ficção, May, Mistério, Review, thriller

Em Fuga de Peter May

Plot Summary:
Em 1965, cinco amigos, todos adolescentes, cansados da rotina e temerosos de uma vida previsível, fogem de Glasgow com destino a Londres e o sonho de serem estrelas e de transformar a sua banda de música num sucesso. No entanto, antes do final do primeiro ano, três deles regressam à sua cidade natal na Escócia – e voltam diferentes, danificados, sem que ninguém perceba a razão para tal. Cinquenta anos mais tarde, em 2015, um brutal homicídio na capital inglesa obriga esses três homens, agora com quase 70 anos, a regressar a Londres e a confrontar, por fim, a mancha escura do seu passado da qual tentaram fugir durante toda a vida.

Review:
Nesta história encontramos duas narrativas, uma narrativa de 1965 e outra de 2015. No entanto, têm algo em comum: os seus participantes, a fuga e a não aprovação da família.

O que mais me impressionou na leitura deste livro foi o fator mistério. Este é mantido desde o início até ao fim do livro, a cada página que viramos estamos sempre na expetativa do que vem a seguir. Vamos sempre ganhando mais curiosidade, pois percebemos que os detalhes da fuga destes cinco amigos estão escondidos há 50 anos.

Clássicos, Ficção, Hemingway, Literatura, Review

O homem que não foi vencido de Ernest Hemingway

Inicialmente não estava a encontrar este livro no GoodReads, por isso, fiz uma pesquisa e descobri que este livro/conto faz parte de uma coletânea de pequenas histórias de Ernest Hemingway. Esta coletânea chama-se Men without Women e foi publicada em 1927.

Para mim foi duro ler este livro porque relata detalhadamente o sofrimento de um animal. A descrição do sofrimento do animal é muito pormenorizada, o que me fez alguma confusão. É um livro muito descritivo, apesar de ser pequeno.

Clark, Ficção, Review

The Regulars by Georgia Clark

I didn’t have any expectations when I started this book, but it was a good and explanatory reading.

Plot summary:
A fierce and feisty debut with a magical twist about three ordinary, regular girls who suddenly have their fantasies come true… or do they?
Best friends Evie, Krista, and Willow are just trying to make it through their mid-twenties in New York. They’re regular girls, with average looks and typical quarter-life crises: making it up the corporate ladder, making sense of online dating, and making rent.
Until they come across Pretty, a magic tincture that makes them, well… gorgeous. Like, supermodel gorgeous. And it’s certainly not their fault if the sudden gift of beauty causes unexpected doors to open for them.
But there’s a dark side to Pretty, too, and as the gloss fades for these modern-day Cinderellas, there’s just one question left: What would you sacrifice to be Pretty?

Review:
I think the most important thing it’s the message that this book carries with him. It tells us that we don’t have to be someone else, that we should be ourselves… We don’t have to be afraid to show our opinions, our ideas and mostly what we stand for.

As we follow the three best friends we noticed that this book it’s like a fairytale. But it’s not like the traditional fairytales, because everything they do when they are under the effect of “pretty” turns to disaster. The girls think that because of the prettiness, everything turns fine. But, as time goes, the girls realize they were wrong, totally wrong.